Como conviver com uma portadora de Alzheimer

Juliana Teixeira da Silva,                                                                                                       Diretora da Casa de Repouso Viva Bem

Na Viva Bem  temos várias senhorinhas com Alzheimer. São pessoas doces e meigas na maior parte do tempo. Entretanto, podem ficar agitadas, ansiosas e até agressivas.

Após muitos anos de convivência, aprendi que uma paciente com Alzheimer não deve ser contrariada ou contestada. Isso só a deixará mais irritada. Aprendi, também, que uma maneira de tranquiliza-la é prestar atenção no que está dizendo, manter um sorriso e deixá-la tranquila. Algumas dicas:

Seja atenciosa, olhe-a com ternura e carinho. Ela sente isso. Demonstre interesse por ela. Pergunte o que quer, mostre-se solícita para ajudá-la de alguma maneira.

Respeite a velocidade da  paciente com Alzheimer para fazer suas tarefas. Não a apresse. Não exija. Ela está fazendo dentro das suas possibilidades. Ficará triste, chateada e brava se for pressionada para fazer mais rápido.

Porém, haverá momentos em que a portadora de Alzheimer estará nervosa e agressiva. Este comportamento faz parte do quadro da doença. Para acalmá-la jamais discuta. Concorde com ela. Elogie. Sutilmente, vá mudando para assuntos que você sabe que ela gosta. Deixe o ambiente bem tranquilo. Se for possível, convide-a para uma pequena caminhada, saia da sala para um jardim, etc.

Finalizando, identifique  os  motivos pelos quais ela ficou aborrecida ou com raiva para evitar que ocorram novamente.

Porém, lembre-se de que a pessoa com Alzheimer necessita de um acompanhamento médico.

Anúncios

QUEBRA CABEÇAS PARA ALZHEIMER