Quem cuida bem de uma idosa ?

      Juliana Teixeira da Silva, Diretora da Casa de Repouso Viva Bem

Chega um determinado momento em que o idoso apresenta limitações decorrentes da própria idade ou de alguma doença que o acometeu. A família nunca se viu diante de uma situação similar e precisa solucionar este problema que possui grande carga emocional.

Quem contratar? Onde encontrar ? Como saber se é competente e atenciosa? E as histórias que já ouviu ? Muitas dúvidas pertinentes acometem aqueles que terão a responsabilidade de decidir. Mais difícil ainda quando é apenas uma pessoa responsável pela decisão.

A pessoa que será encarregada de cuidar da idosa deverá:

  • Prestar todos os cuidados básicos desde higiene pessoal, alimentação, carinho e companhia para aquela (e) que necessitará ajuda e cuidados diários.
  • Ter paciência, gentileza, tato e senso de humor principalmente se o idoso não admite que necessita  ajuda ou cuidados especiais.
  • Comunicar-se e relacionar-se bem para desenvolver o carinho e confiança no relacionamento.
  • Respeitar o direito à independência e à privacidade na medida do possível.
  • Transmitir ao idoso o seu respeito e carinho por ele através de palavras e atitudes.
  • Ouvir com atenção e interesse o que ele quer dizer. Se o idoso tem problemas de audição, ao invés de gritar, fale mais devagar, mais claro e pronuncie bem as palavras.
  • Respeite suas vontades e desejos. Não pense por ele mas para ele. Se ele não puder transmitir suas vontades tente  identificar o que ele quer antecipadamente.

Uma  cuidadora  deve  ter  como objetivo manter a idosa a mais independente possível  além de  ativa social  e fisicamente.

Por esta razão, a competência profissional  das cuidadoras da                                              Casa de Repouso Viva Bem, associada a carinho e atenção, adiciona vida aos anos de nossas idosas queridas.

Venha visitar-nos. Terei  imenso prazer em mostrar, pessoalmente, as instalações e as atividades realizadas na Casa de Repouso Viva Bem.

_______________________________________________________________

(*) Juliana Teixeira da Silva é Diretora da Casa de Repouso Viva Bem
diretoria@casaderepousovivabem.com.br

Anúncios

QUEBRA CABEÇAS PARA ALZHEIMER

QUEBRA CABEÇAS PARA ALZHEIMER

Juliana Teixeira da Silva (*)

A Doença de Alzheimer é, resumidamente, o envelhecimento das células cerebrais que, aos poucos, vai parando de funcionar.

Entretanto, é recomendável que se exercite o cérebro mantendo-o ativo. Uma das maneiras simples, fáceis, agradáveis  e divertidas para os portadores de Alzheimer é o quebra-cabeça.

Trata-se de uma maneira importante para estimular a relação interpessoal e ajudar na melhoria da qualidade de vida dos pacientes com Alzheimer. Eles experimentam motivação e um sentimento de realização que não costumam ter no dia-a-dia. Os quebra-cabeças trazem muitos benefícios para o cérebro. A “memória recente” é estimulada porque, ao repetir algumas vezes, o cérebro retém informações sobre os formatos e cores das peças usadas para montar a figura.

Aqui, na Casa de Repouso Viva Bem, durante as sessões de Terapia Ocupacional, usamos quebra-cabeças. Porém, não são quebra-cabeças comuns. Eles tem temas simples e poucas peças em tamanho grande.

Primeiramente, a senhorinha observa toda a imagem do quebra cabeça montado. Em seguida, as peças são embaralhadas. No próximo passo, nossa Terapeuta Ocupacional observa como a senhorinha reagrupa os pedaços. Se for necessário a ajudará.

Usamos diferentes jogos também : Encontre o Par, Jogo da Memória, Qual é a Música? e outros simples e divertidos. Jogos que jogamos durante nossa infância podem ser uma atividade interessante para pacientes com Alzheimer.Visite-nos.

(*) Diretora da Casa de Repouso Viva Bem -diretoria@casaderepousovivabem.com.br        www.casaderepousovivabem.com.br                                                                                        Rua Almirante Pereira Guimarães, 405-Pacaembu,São Paulo, SP

<meta name=”description” content=”Clínica de repouso com enfermagem 24 horas e consulta semanal com Geriatra. Tranquilidade  para os familiares. Visitas livres e câmeras on line 24 horas”/>

 

O momento em que os idosos necessitam de cuidados especiais.

Chega uma hora em que nossos idosos queridos começam a apresentar problemas de comportamento, de esquecimentos, irritabilidade, desiquilíbrio, esquecem de tomar os medicamentos, repetem as mesmas coisas várias vezes e muitos outros.

Os familiares sabem que isto poderá vir acontecer mas dificilmente estão preparados no momento em que estas situações, realmente,  começam a ocorrer.

Para ter uma idéia da situação atual da pessoa idosa responda aos quesitos abaixo sobre o seu familiar.

  1. Tem caído ultimamente?
  2. Está derrubando objetos com frequência ?
  3. Tem ocasionado pequenos acidentes?
  4. Consegue usar com facilidade aparelhos eletrônicos como Tvs, micro ondas, etc ?
  5. Irrita-se com facilidade ?
  6. Tem atitudes que poderiam ser interpretadas como um início de demência ?
  7. Apresenta dificuldades para tomar banho ?
  8. Consegue vestir-se com a mesma facilidade de antes ?
  9. Está se distanciando de amigos ou rareando as atividades sociais e visitas ? Prefere ficar mais em casa sozinho ?
  10. Recebe visitas com frequência ?
  11. Nota-se alterações corpóreas como engordar ou emagrecer sem aparente justificativa ?
  12. Teve problemas de saúde recentemente? Como foi a recuperação?
  13. Ultimamente sentiu falta de ar ou insuficiência cardíaca ?
  14. Consulte um Geriatra de sua confiança. Será que está chegando o momento em que o idoso necessitará da atenção especial de profissionais especializados?Adicione outros fatos que você tem observado. Passe a observar mais profundamente. Converse, troque idéias com os demais familiares.

Se a conclusão for que sim, você terá algumas opções. Contratar uma cuidadora de idosos para ficar em casa. Nesta hipótese seja muito criteriosa antes de contratar alguém. Tire informações, peça referências profissionais e, principalmente, exija o comprovante de registro profissional no COREN-Conselho Regional de Enfermagem.

A outra alternativa é uma Casa de Repouso para idosos. Visite várias casas. Peça referências. Observe todos os detalhes durante suas visitas.

Juliana Teixeira da Silva, Diretora da Casa de Repouso Viva Bem   –  diretoria@casaderepousovivabem.com.br                         www.casaderepousovivabem.com.br                                                                                  Rua Almirante Pereira Guimarães, 405 – Pacaembu